Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Trabalhadores fecham Correios da Guiné-Bissau e reclamam do Estado 52 meses de salários

Lusa

  • 333

Bissau, 23 set (Lusa) - Um grupo de trabalhadores fechou a cadeado a sede dos Correios da Guiné-Bissau e reclama do Estado o pagamento de 52 meses de salários intercalados, desde 2007, explicou à Lusa um dos organizadores do protesto.

A principal estação de correios do país, em Bissau, está fechada "por tempo indeterminado", disse à Lusa o presidente da comissão de trabalhadores, Bernardino Mango, à porta da sede dos correios que os funcionários decidiram fechar no sábado.

Hoje não há serviços, amanhã celebra-se o feriado do Dia da Independência da Guiné-Bissau e na quarta-feira o protesto poderá continuar, referiu.