Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Trabalhadores dos Estaleiros de Viana acusam ministro de "coagir" júri da subconcessão

Lusa

  • 333

Viana do Castelo, 04 out (Lusa) - Os trabalhadores dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC) acusaram hoje o ministro da Defesa de "coagir" o júri do concurso da subconcessão da empresa, por este já ter comentado a proposta apresentada pela Martifer.

"Com as declarações diárias que anda a fazer, o senhor ministro está a coagir, a pressionar, o júri do concurso", afirmou António Costa, coordenador da comissão de trabalhadores dos ENVC, durante uma manifestação de protesto contra a subconcessão dos terrenos e infraestruturas da empresa.

O júri deste concurso, que prevê a subconcessão até 31 de março de 2031, é presidido pelo procurador-geral adjunto João Cabral Tavares e a decisão final, já apenas com os portugueses da Martifer na corrida, deverá ser conhecida até final da próxima semana, indicou à Lusa fonte dos ENVC.