Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Trabalhadores do Metro vão juntar-se à greve geral e preparam novas formas de luta

Lusa

  • 333

Lisboa, 26 out (Lusa) -- Cerca de 400 trabalhadores do Metropolitano de Lisboa reunidos hoje em plenário decidiram juntar-se à greve geral decretada para 14 de novembro e preparar novas formas de luta depois disso, para contestar os despedimentos previstos no Orçamento do Estado.

Numa moção aprovada por unanimidade e aclamação, os trabalhadores dizem estar "conscientes da necessidade de derrotar toda a ofensiva imposta quer pelo governo quer pela administração".

Por isso, vão entregar terça-feira uma proposta de revisão parcial do Acordo de Empresa (AE) e "prosseguir a luta, caso o Conselho de Administração, em tempo oportuno, não responder à proposta reivindicativa".