Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Trabalhadores do Metro de Lisboa acusam administração de querer destruir empresa

Lusa

  • 333

Lisboa, 23 jan (Lusa) - Sindicatos representantes dos trabalhadores do Metropolitano de Lisboa acusam a administração de pretender destruir a empresa, mas afirmam-se disponíveis para "afastar o conflito" que tem motivado greves sucessivas.

Quatro sindicatos dirigiram hoje uma carta aos funcionários do Metro, em resposta à mensagem enviada aos trabalhadores pelo presidente do conselho de administração, Silva Rodrigues, na segunda-feira, véspera da realização da segunda de uma série de três greves parciais.

Na carta, o administrador apelava aos trabalhadores para que ponderassem e decidissem como podem contribuir para a sustentabilidade e futuro da empresa, defendendo que "não é aceitável persistir-se em reivindicações" a que é impossível responder, já que a empresa está obrigada a "medidas de contenção" impostas ao setor empresarial público.