Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Trabalhadores da SATA da Terceira contra acordo celebrado com a transportadora

Lusa

  • 333

Ponta Delgada, 29 mai (Lusa) - Os trabalhadores da SATA da ilha Terceira que estiveram na terça-feira num plenário em que foi explicado o acordo conseguido entre sindicatos e administração da empresa não estão disponíveis para ratificar o entendimento entre as duas partes.

"O acordo não é aprovado pelos trabalhadores porque em muitas das matérias viola até o código de trabalho", disse à agência Lusa Filipe Rocha, que falava em nome dos trabalhadores da transportadora aérea que participaram no plenário do SITAVA - Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos, uma das cinco estruturas que integram a plataforma sindical do Grupo SATA que convocou greves em abril e maio.

As greves foram convocadas pela não aplicação na SATA de um acordo conseguido na TAP para evitar cortes salariais entre 3,5% e 10% previstos no Orçamento do Estado. Dias depois da paralisação, a administração da transportadora açoriana e os sindicatos chegaram a um pré-acordo para desbloquear o conflito, que está agora a ser apresentado e votado em plenários de trabalhadores, em todas as ilhas da região.