Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Trabalhadores da Lisnave ameaçam com novas formas de luta para exigir reposição de salários

Lusa

  • 333

Setúbal, 26 out (Lusa) - Os trabalhadores da Lisnave cumpriram hoje o quarto e último dia de greves parciais e mandataram os Órgãos Representativos dos Trabalhadores para decidirem novas formas de luta, caso se mantenha a "posição inflexível da administração", disse à Lusa fonte sindical.

"Esta ação demonstrou uma grande unidade dos trabalhadores da Lisnave na luta contra o 'roubo' dos salários e a redução do pagamento do trabalho extraordinário", disse António Pardal, sindicalista e membro da Comissão de Trabalhadores da Lisnave.

António Pardal falava à Lusa pouco antes de terminarem as greves parciais que decorreram de terça a sexta-feira, nos períodos 8:00/9:30 e 16:30/18:00, e que, segundo os trabalhadores, obrigaram a paragens de produção nos estaleiros navais da Mitrena.