Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Trabalhadores da indústria química exigem desbloqueamento da contratação coletiva do setor

Lusa

  • 333

Porto, 21 mar (Lusa) -- Várias dezenas de trabalhadores da indústria química, automóvel e elétrica concentraram-se hoje, na Maia, exigindo da associação patronal do setor o desbloqueamento da negociação da contratação coletiva.

Em declarações à agência Lusa à margem do protesto, Daniel Silvério, da Federação das Indústrias Metalúrgicas, Químicas e Elétricas (Fiequimetal), disse estarem abrangidos pelo contrato coletivo da química "mais de 3.000 trabalhadores", servindo depois este instrumento como "mínimo para os acordos de empresa" de várias outras atividades relacionadas.

Concentrados frente às instalações da Sonae Indústria - grupo a que pertence a Euroresinas, que integra a direção da associação patronal (APEC) -- os trabalhadores dizem ter obtido da empresa o "compromisso de tentar intervir no sentido de se marcar a reunião de negociações".