Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Trabalhadores da empresa alentejana RTS exigem salários e subsídios em dívida

Lusa

  • 333

Évora, 02 out (Lusa) -- O Sindicato da Cerâmica do Sul exigiu hoje o pagamento dos salários e subsídios em dívida aos trabalhadores da empresa alentejana RTS, após reuniões com a administração e a Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT).

"As famílias não aguentam ir no terceiro mês de salários em atraso e nenhum dos subsídios [pagos]. É insustentável e provoca estrangulamentos financeiros", alertou hoje Pedro Jorge, coordenador do Sindicato da Cerâmica do Sul.

O sindicalista explicou à agência Lusa que "os trabalhadores já quase nem dinheiro têm para se deslocar para o trabalho".