Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Trabalhadores da Câmara do Porto reclamam que Rio reponha o feriado de S. João

Lusa

  • 333

Porto, 20 jun (Lusa) -- Os trabalhadores da Câmara do Porto, que hoje se reuniram em plenário, querem que o presidente Rui Rio reponha o feriado de S. João, acusando-o de se "refugiar numa interpretação enviesada da legislação" para o substituir por tolerância de ponto.

Na moção aprovada no plenário, em que o Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local (STAL) diz terem participado "130 a 140" funcionários da autarquia, reclama-se "que o presidente da Câmara do Porto determine a imediata reavaliação da matéria", de forma a que o dia 24 de junho continue "a ser festejado como feriado municipal e não sob a envergonhada capa de 'tolerância de ponto'".

Em causa está uma ordem de serviço do presidente da Câmara, Rui Rio, emitida na semana passada, decretando tolerância de ponto para segunda-feira, dia de S. João e feriado municipal.