Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Trabalhadores da Ambar contestam relatório que defende liquidação da empresa

Lusa

  • 333

Porto, 07 ago (Lusa) -- Dois quadros superiores da insolvente Ambar, recentemente nomeados pelo tribunal administradores da empresa, contestam o relatório dos gestores judiciais que defende a liquidação, considerando-o "um reportório de suposições e crenças pessoais".

O diretor de recursos humanos e a diretora financeira da Ambar, funcionários da empresa há mais de 20 anos, integraram o grupo de 30 trabalhadores que, em fevereiro passado, apresentaram um pedido de insolvência especial com vista à recuperação da empresa.

Este grupo de quadros acusa a então presidente do conselho de administração, filha e herdeira do fundador, de "incapacidade pessoal, técnica e profissional" e atribui-lhe os atos de gestão que levaram a empresa à atual situação.