Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Trabalhadores da Águas do Porto exigem ser ressarcidos por alterações contributivas

Lusa

  • 333

Porto, 05 fev (Lusa) -- Uma vigília à porta da empresa municipal Águas do Porto juntou hoje cerca de uma centena de trabalhadores que exigem ser ressarcidos dos descontos feitos ao longo da carreira contributiva, denunciando que o regulamento não está a ser cumprido.

Este é já um longo processo, estando agora em causa a alteração do regulamento da empresa municipal, em agosto de 2012, que fixou que os funcionários da Águas do Porto deixam de descontar para a Caixa de Reformas.

Segundo Rui Almeida, da Comissão de Trabalhadores, passados 120 dias, e de acordo com o regulamento, os funcionários deveriam ter sido "ressarcidos de toda a carreira contributiva, bem como uma correção monetária".