Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Tomada de reféns na Argélia é ato "desprezível" que não será perdoado -- PM japonês

Lusa

  • 333

Tóquio, 19 jan (Lusa) -- O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, afirmou hoje que a tomada de reféns na Argélia por islamitas é um ato "desprezível" que o Japão "nunca perdoará".

"Esta situação é extremamente desprezível, não poderemos perdoar nunca", declarou Abe aos jornalistas no final de uma reunião de crise em Tóquio.

Nessa reunião, o primeiro-ministro nipónico apelou ao seu Governo para procurar obter informações precisas sobre a situação dos reféns, entre os quais 10 japoneses, retidos desde quarta-feira num complexo de gás no sul da Argélia por islamitas que reclamam o fim da intervenção francesa no Mali, e para fazer tudo o que for possível para garantir a sua segurança.