Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Titularização de crédito ainda não avançou por falta de garantia supranacional - Carlos Costa

Lusa

  • 333

Lisboa, 08 jul (Lusa) -- O Banco de Portugal continua apostado em criar um mecanismo de titularização de créditos bancários, disse hoje o governador, adiantando que o processo está a arrastar-se devido à falta de uma garantia supranacional.

Desde o ano passado que o Banco de Portugal está a estudar a criação de uma entidade para titularizar empréstimos imobiliários. O objetivo deverá ser concentrar os créditos imobiliários num veículo que transforma os empréstimos em instrumentos negociáveis em mercado. Já em janeiro, na carta de intenções enviada à 'troika', o Governo referia que a titularização de créditos hipotecários seria feita "com garantia supranacional".

Hoje, o governador do Banco de Portugal confirmou que esta é uma solução em que as autoridades portuguesas continuam a apostar e adiantou que ainda não tomou forma pela falta de uma entidade que dê um selo de qualidade a este mecanismo.