Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Timor-Leste quer tolerância zero e ajuda da CPLP no combate ao crime organizado

Lusa

  • 333

Díli, 12 nov (Lusa) - O primeiro-ministro de Timor-Leste, Xanana Gusmão, afirmou hoje que quer tolerância zero para o crime organizado no país e pediu ajuda à Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) para troca de informações e experiência.

"Tolerância zero e por isso mesmo é que gostávamos de ter uma cooperação muito estreita com a polícia da CPLP na medida em que a troca de informações é muito importante", afirmou Xanana Gusmão.

O primeiro-ministro timorense falava no final da sessão de abertura da VII reunião do Conselho de Chefes da Polícia da CPLP, que decorre em Díli entre hoje e quinta-feira.