Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Tibete: Imolações são expressão da liberdade -- PM no exílio

Lusa

  • 333

Sidney, 26 jun (Lusa) -- O primeiro-ministro do Governo tibetano no exílio, Lobsang Sangay, afirmou hoje que as imolações na China são uma mensagem forte do povo oprimido e desesperado que reivindica a sua liberdade.

Mais de 30 tibetanos imolaram-se na China desde março de 2011 em protesto contra a repressão cultural e religiosa de que alegam ser vítimas por parte das autoridades chinesas.

"Isso significa que a situação não é tolerável, não é apenas um ato desesperado, mas também político", disse Sangay, de 43 anos, ao "Sydney Morning Herald" durante uma visita à Austrália, salientando que os "protestos pacíficos não são permitidos e que as mensagens deixadas é de que se quer liberdade".