Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

ThyssenKrupp Elevadores inicia paralisação por melhores condições de trabalho

Lusa

Sintra, 22 out (Lusa) - Os trabalhadores da ThyssenKrupp Elevadores cumpriram hoje as primeiras duas horas de greve, contra a degradação das condições de trabalho, com uma adesão "entre 20 a 25% a nível nacional" entre os técnicos da empresa, segundo o sindicato.

A greve convocada pelo Sindicato das Indústrias Elétricas do Sul e Ilhas (SIESI) decorreu hoje, entre as 9:00 e as 11:00, e repete-se a 28 e 30 de outubro, contra "a degradação das condições de trabalho e o ambiente de pressões e de repressão na empresa", explicou o sindicalista Paulo Rodrigues.

Em frente à sede da multinacional alemã, especializada na montagem e reparação de elevadores e escadas rolantes, em Massamá, Sintra, compareceram apenas dois técnicos, que apontaram para "uma maior adesão" nas delegações do Porto e de Setúbal.