Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Terrenos agrícolas vão ter descontos no IMI, mas só depois de sair a 'troika'

Lusa

  • 333

Lisboa, 10 dez (Lusa) - Os terrenos agrícolas que sejam disponibilizados na bolsa de terras e os terrenos que já são usados para este fim vão beneficiar de uma redução de 50 a 100% do IMI, mas só a partir de 2014.

A lei que aprova os benefícios fiscais à utilização de terras agrícolas e à dinamização da "Bolsa de terras" foi hoje publicada no Diário da República, mas produz efeitos apenas quando acabar o programa de assistência financeira que Portugal negociou com a 'troika', previsto para maio de 2014.

O benefício fiscal aos terrenos que já estão a ser utilizados é reconhecido anualmente pelas Finanças, mediante apresentação de um documento que comprove a sua utilização agrícola, florestal ou silvopastoril.