Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Terceira lista de medicamentos vai "destruir mercado" das parafarmácias - distribuidores

Lusa

  • 333

Lisboa, 20 jun (Lusa) -- A Associação Portuguesa das Empresas de Distribuição (APED) considera que uma terceira lista de Medicamentos Não Sujeitos a Receita Médica (MNSRM) de venda exclusiva nas farmácias vai "destruir um mercado criado em 2005 em prol dos consumidores".

A APED reagiu desta forma à aprovação, quarta-feira, pelo governo, de uma lista com 17 medicamentos, entre os quais o "campeão de venda" ibuprofeno, que só poderão ser vendidos em farmácias, apesar de não serem de prescrição médica obrigatória.

"Esta medida é um retrocesso na liberdade de escolha dos consumidores que não pode ser justificada por questões de saúde pública, na medida em que os espaços de saúde da Distribuição Moderna contam com farmacêuticos que garantem o rigor na venda dos MNSRM", prossegue o comunicado.