Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Teatro/Óbito: Teatro fica muito mais pobre sem Joaquim Benite - João Mota

Lusa

  • 333

Lisboa, 05 dez (Lusa) -- O diretor do Teatro Nacional D. Maria II, João Mota, considerou hoje que o teatro "fica muito mais pobre" com a morte do encenador e diretor da Companhia de Teatro de Almada (CTA), Joaquim Benite.

Joaquim Benite morreu esta madrugada aos 69 anos vítima na sequência de complicações respiratórias devido a uma pneumonia.

"Além de um grande profissional, era muito amigo de Joaquim Benite desde o Grupo de Campolide onde, aos 18 anos, representei a peça "Bão" sobre a infância", disse João Mota à agência Lusa, acrescentando que a melhor homenagem que se pode prestar aquele encenador é "continuar a obra por que sempre lutou e com o Festival de Almada que se tornou em evento cultural que extravasou a fronteira de Portugal".