Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

TDT: Deco critica Anacom por falta de alertas sobre alteração de frequências e pede responsabilização

Lusa

  • 333

Lisboa, 06 jun (Lusa) -- A Deco criticou hoje a entidade reguladora das comunicações, a Anacom, pela falta de alertas face às alterações nas frequências de Televisão Digital Terrestre (TDT), que vão obrigar os consumidores a pagar para mudar a sintonização das antenas.

"A 18 de maio último, a Anacom viu-se forçada a atribuir à Portugal Telecom uma nova licença de seis meses: o sinal TDT será emitido em mais três intervalos de frequência, para sintonizar os quatro canais livres, difundidos pelos emissores de Monte da Virgem, da Lousã e de Montejunto", refere a organização de defesa dos consumidores em comunicado hoje divulgado.

Contactado pela Lusa, o secretário-geral da Deco explicou que as alterações "fizeram com que fosse necessário religar emissores que já estavam desligados" e que "isso provoca uma situação perfeitamente desarranjada e desajustada porque vai fazer com que, em muitos sítios, haja necessidade de fazer uma nova orientação das antenas".