Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

TC/40 horas: Governo acata "exaltações da troika em vez da negociação coletiva" -- UGT

Lusa

  • 333

Coimbra, 28 nov (Lusa) -- O líder da UGT, Carlos Silva, disse hoje, em Coimbra, que "o Governo prefere acatar as exaltações da 'troika' em vez de respeitar a negociação coletiva" em relação ao aumento do horário de trabalho na administração pública.

Ao aumentar de 35 para 40 horas o horário de trabalho semanal na administração pública, o Governo está a revogar "tudo o que está considerado em termos de contratação coletiva, ou seja, prefere acatar as exaltações da 'troika', em vez de respeitar a negociação coletiva, que foi sempre feita por vontade dos parceiros sociais e do Governo", sustentou o secretário-geral da UGT.

"Há um desafio a todos os homens e mulheres deste país, sobretudo os que têm responsabilidades na área da administração central, local e regional, para que preservem o essencial dos direitos dos seus trabalhadores", apelou Carlos Silva, que falava aos jornalistas, hoje, em Coimbra, onde foi recebido na Câmara Municipal e visitou o Instituto Pedro Nunes.