Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Taxista e segurança condenados a 13 e 17 anos de prisão por terem matado e queimado homem

Lusa

  • 333

Mangualde, 03 abr (Lusa) - O taxista e o segurança acusados de terem matado e queimado um homem, em abril de 2012, foram hoje condenados pelo Tribunal de Mangualde a penas de prisão de 13 e 17 anos, respetivamente.

O taxista Florido Silva foi condenado, em cúmulo jurídico, a uma pena de 13 anos e quatro meses pelos crimes de homicídio qualificado e profanação de cadáver.

Já o segurança Guilherme Silva vai cumprir uma pena de cadeia de 17 anos e quatro meses, em cúmulo jurídico, pelos crimes de homicídio qualificado, profanação de cadáver e detenção de arma proibida.