Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Tailândia: Perdão real concedido a americano condenado por lesa-majestade

Lusa

  • 333

Banguecoque, 11 jul (Lusa) -- Um americano de origem tailandesa, condenado em dezembro em Banguecoque a 30 meses de prisão por insultos à monarquia, beneficiou de um perdão real e foi libertado, informaram hoje as autoridades locais.

Joe Wichai Commart Gordon, que residia no Colorado, foi detido em maio de 2011 quando estava de férias na Tailândia e foi acusado de ter traduzido para tailandês, a partir dos EUA, uma biografia proibida do rei antes de a divulgar na sua página da Internet.

O americano declarou-se culpado, o que lhe permitiu ver reduzida a sua pena inicial de cinco anos de prisão para metade.