Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Suspeito de ataque a escola chinesa está "prisologicamente afetado" dizem as autoridades

Lusa

  • 333

Pequim, 17 dez (Lusa) -- O suspeito de ter entrado numa escola chinesa da província de Henan e esfaqueado 23 crianças está "psicologicamente afetado" por previsões catastróficas, revelaram hoje as autoridades chinesas.

Min Yongjun é suspeito de ter entrado na casa de uma idosa na sexta-feira e a ter atacado com uma faca de cozinha, dirigindo-se depois à escola primária mais próxima numa aldeia da província de Henan e atacado 23 crianças antes de ser detido por professores e polícias.

Um comunicado do governo da aldeia de Chenpeng, onde ocorreu o ataque, explica que o suspeito está a ser avaliado psicologicamente, mas as investigações iniciais permitem dizer que está fortemente afetado pelos rumores apocalípticos.