Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

SupremoTribunal de Justiça divulga dados de processo "em fase investigatória secreta"

Lusa

  • 333

Braga, 29 abr (Lusa) -- Diligências relativas a um processo "em fase investigatória secreta", em que é arguida uma juíza de Braga suspeita de pornografia de menores, foram divulgadas na internet, na base de dados do Supremo Tribunal de Justiça (STJ).

Em causa um acórdão do STJ, a que a Lusa hoje teve acesso, que revelava que o Ministério Público (MP) pretendia realizar uma busca domiciliária à arguida, para pesquisa e apreensão de todos e quaisquer objetos relacionados com aquele crime, incluindo dados informáticos e seus suportes.

Esse acórdão, lavrado no último trimestre de 2012, esteve disponível ao público até à manhã de hoje na base de dados do STJ, pelo que qualquer pessoa, arguida incluída, puderam ficar a saber daquela intenção do MP.