Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Supremo Tribunal de Taiwan recusa contestação de 5 juízes e ordena que cumpram pena de prisão

Lusa

  • 333

Taipe, 18 out (Lusa) -- O Supremo Tribunal de Taiwan revelou hoje ter rejeitado a contestação final de cinco juízes dos tribunais superiores às sentenças de prisão por corrupção que lhes foram aplicadas no que é considerado um dos piores casos do subornos na ilha.

O Supremo Tribunal explica que o antigo juiz Tsai Kuang-Chih, que desempenhava funções no Supremo Tribunal, terá de cumprir 20 anos de cadeia e pagar uma multa de 3,5 milhões de dólares de Taiwan por ter aceitado subornos para interferir em dois processos judiciais.

Num primeiro julgamento, os colegas Chen Jung-ho e Li CHun-ti foram condenados, respetivamente, a 18 anos de cadeia e a 11 anos e meio de cadeia, também por ter aceitado subornos equivalentes e através de Tsai Kuang-Chih, para absolverem um antigo deputado num caso de aproveitamento de terrenos.