Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Supremo Tribunal de Justiça nega "habeas corpus" a Vale a Azevedo

Lusa

  • 333

Lisboa, 24 out (Lusa) - O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) negou provimento ao pedido de João Vale e Azevedo para ser libertado de imediato ("habeas corpus"), disse hoje à agência Lusa uma fonte judicial.

O STJ considerou que Vale e Azevedo, a residir em Londres com passaporte confiscado e impossibilitado de sair do Reino Unido há pouco mais de quatro anos, não se encontra preso, mas sim em liberdade.

O antigo presidente do Benfica, a aguardar em Londres a decisão da Justiça britânica sobre pedido de extradição para Portugal, pretendia a libertação imediata, alegando "situação de ilegalidade de prisão", que "se mantém para além do prazo fixado na lei".