Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Supremo reduz em dois anos e meio a pena de prisão aplicada a pedófilo de Arouca

Lusa

  • 333

Arouca, 08 nov (Lusa) - O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) reduziu em dois anos e meio a pena de prisão aplicada pelo Tribunal de Arouca a um homem de 38 anos que abusou sexualmente da sobrinha menor durante mais de dois anos.

Segundo o acórdão a que a Lusa teve hoje acesso, os juízes do STJ decidiram dar parcial provimento ao recurso apresentado pela defesa do arguido, reduzindo a pena de nove anos de prisão para seis anos e meio.

Em novembro do ano passado, o homem, trabalhador da construção civil, tinha sido condenado em cúmulo jurídico a nove anos de prisão, pela prática de oito crimes de abuso sexual de criança, e ao pagamento de uma indemnização de 15 mil euros à ofendida.