Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Sumol+Compal espera que 70% da produção em Moçambique em 2016 seja para países vizinhos

Lusa

  • 333

Lisboa, 22 mai (Lusa) - O presidente executivo da Sumol+Compal disse hoje à Lusa que a expectativa em relação à nova unidade da empresa em Moçambique é que dentro de dois a três anos 70% da produção seja dirigida a mercados vizinhos.

A Sumol+Compal inaugurou hoje a sua primeira fábrica fora de Portugal, em Moçambique, em Boane, arredores de Maputo, num investimento de 10,4 milhões de dólares (oito milhões de euros), marcando o início da atividade industrial no continente africano.

Em declarações à Lusa, Duarte Pinto disse que a expectativa é de que dentro de "dois a três anos cerca de 60% a 70% [da produção da unidade] se destine a outros mercados que não a Moçambique".