Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Suíça congela contas dos filhos do antigo presidente egípcio

Lusa

  • 333

Redação, 30 dez (Lusa) - As autoridades suíças congelaram 300 milhões de dólares (227 milhões de euros) depositados em contas no Credit Suisse em Genebra, das quais eram titulares dois filhos do presidente deposto do Egito, Hosni Mubarak.

As contas estavam em nome de Alaa e Gamal Mubarak, filhos do antigo presidente que está atualmente detido numa prisão egípcia, conforme noticia hoje o jornal Le Matin Dimanche, cujo artigo é citado pela Associated Press.

Os dois irmãos são acusados de tirar proveito durante muitos anos da sua situação familiar para comprarem casas e carros de luxo, bem como participações nalgumas das principais empresas do país.