Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Sudão: AI apela à ONU para proteger a população civil

Lusa

  • 333

Londres, 07 jun (Lusa) -- A Amnistia Internacional (AI) apelou hoje ao Conselho de Segurança da ONU para cumprir o "seu dever" de proteger a população civil do Sudão e atuar "de imediato" para deter os ataques aéreos indiscriminados das Forças Armadas do país.

A organização de defesa dos direitos humanos criticou a "lenta capacidade de reação" da ONU perante esta "catástrofe" e exortou a Rússia e a China a apoiarem uma resposta "mais contundente" para evitar que a situação na região se deteriore.

No relatório "Podemos fugir das bombas, mas não da fome: Refugiados sudaneses no Sudão do Sul", hoje divulgado, a AI também alerta para a necessidade de se garantir o acesso da ajuda humanitária à região do Kordofão do Sul e ao Estado do Nilo Azul, no sul do Sudão.