Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Sucateiro de Famalicão não fala sobre Godinho mas diz que vai "à máquina da verdade"

Lusa

  • 333

Famalicão, 15 jan (Lusa) - O sucateiro de Famalicão que afirmou ter recebido 25 mil euros de Manuel Godinho para não participar num alegado concurso da CP remeteu-se hoje ao silêncio, no tribunal daquela comarca, desabafando apenas que iria "à máquina da verdade".

"Eu vou à máquina da verdade", referiu, a meio da audiência, José Sousa, que, perante o coletivo de juízes, se apresentou como comerciante de máquinas, assegurando que vende "peças para a NASA".

José Sousa começou hoje a ser julgado por denúncia caluniosa, depois de em 2010 ter afirmado a um jornal que Manuel Godinho, principal arguido no processo Face Oculta, lhe deu 25 mil euros para ele não participar num alegado concurso da CP para o levantamento da Linha da Tua.