Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Substância encontrada na casa de Pistorius pode não ser testosterona

Lusa

  • 333

Pretória, 20 fev (Lusa) -- A Procuradoria-Geral sul-africana assumiu hoje não ter a certeza que os produtos encontrados na residência do atleta Oscar Pistorius, acusado de ter assassinado a namorada, sejam testosterona, um produto interdito aos desportistas.

"Não podemos dizer o que é. Não podemos confirmar nem negar antes da análise científica", reconheceu o porta-voz da Procuradoria-Geral, Medupe Simasiku.

Horas antes, Hilton Botha, o detetive que chegou ao local logo após Reeva Steenkamp ter sido declarada morta pelos paramédicos, na madrugada de 14 de fevereiro, e que chefia a equipa de investigação, disse que tinham sido encontradas duas caixas de testosterona e seringas no quarto de Pistorius.