Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Submarinos:Defesa dos arguidos alemães quer reduzir matéria penal e número de arguidos

Lusa

  • 333

Lisboa, 02 abr (lusa) - Os três arguidos alemães no julgamento do caso submarinos pediram ao tribunal, após a resposta do ministro da Economia sobre o novo acordo de contrapartidas, que, no mínimo, reduza a matéria penal e até o número de arguidos.

Em requerimento junto aos autos, a que a agência Lusa teve acesso, os arguidos Ante Malinovski, Horts Wretecki e Karl Hotten requerem ao tribunal, presidido pela juíza Judite Fonseca, que lavre despacho reduzindo "o âmbito do processo aos eventuais prejuízos para o Estado (embora não aceites pela defesa) resultante do alegado não cumprimento de algumas pré-contrapartidas, devidamente identificadas".

O pedido, apresentado pelos advogados de defesa Godinho de Matos e Fernando Aguilar de Carvalho, foi feito depois de o gabinete do ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira, admitir, em resposta ao tribunal, que o novo acordo de contrapartidas, relacionado com a reconstrução do hotel Alfamar no Algarve, não extingue a responsabilidade do GSC/German Submarine Consortium, que integra a Ferrostal, em algumas das pré-contrapartidas.