Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Subir preço do álcool e reforçar apoio ao desemprego será eficaz na prevenção do suicídio - coordenador nacional

Lusa

  • 333

Lisboa, 08 out (Lusa) -- O aumento do preço das bebidas alcoólicas e o reforço dos apoios sociais, sobretudo na área do desemprego, são algumas das medidas defendidas como eficazes na prevenção da depressão e suicídio pelo coordenador do plano nacional.

A ligação entre a crise e a depressão é já uma evidência científica, nota Álvaro Carvalho, que defende que este é o momento certo para se investir na área da saúde mental, onde o retorno a curto ou médio prazo é "muito significativo".

"Mas o setor da saúde não pode alcançar uma boa saúde mental sozinho. Tem de haver um programa transversal que envolva vários ministérios", defende, em entrevista à agência Lusa, o cordenador do Plano de Prevenção da Depressão e do Suicídio.