Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Subida do desemprego é consequência da crise financeira na UE - Comissário europeu do Emprego

Lusa

  • 333

Lisboa, 19 nov (Lusa) - O comissário europeu do Emprego, László Andor, considerou hoje que o aumento do desemprego é uma consequência da crise económica e financeira que a União Europeia atravessa, reconhecendo a necessidade de reforçar o orçamento plurianual dos Estados-membros.

"Sabemos que [a taxa de] desemprego tem vindo a aumentar no período recente, não só em Portugal, mas na maioria dos Estados-membros. Infelizmente, continuamos a enfrentar as consequências da crise económica e financeira", afirmou o comissário aos jornalistas no final de uma audição conjunta das comissões do Emprego e Assuntos Europeus, no Parlamento.

László Andor reconheceu que no momento atual, "em muitos países, tem de haver um esforço para lidar com a crise da dívida e as consequências [da crise da dívida], infelizmente, que têm sido uma realidade, em particular entre os jovens", cuja taxa de desemprego tem vindo a aumentar exponencialmente.