Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Strauss-Kahn consegue acordo confidencial com empregada de hotel que o acusou de violação -- juiz

Lusa

  • 333

Nova Iorque, 10 dez (Lusa) -- O ex-diretor do Fundo Monetário Internacional (FMI) Dominique Strauss-Kahn alcançou hoje um acordo confidencial para encerrar o processo civil aberto por uma empregada de um hotel de Nova Iorque que o acusou de violação, divulgou o juiz.

"Há cerca de 10 minutos, chegámos a um acordo", anunciou o juiz Douglas McKeon, no início da audiência no tribunal do Bronx, Nova Iorque, precisando que os termos do acordo são "confidenciais".

No passado dia 30 de novembro, o jornal "Le Monde" noticiou que o antigo diretor do FMI ia pagar "seis milhões de dólares" à empregada de hotel, Nafissatou Diallo, nos termos de um acordo amigável para evitar um processo judicial.