Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

STAL acusa Governo de querer entregar serviços essenciais "à gula" dos privados

Lusa

  • 333

Vieira do Minho, 20 fev (Lusa) - O Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local (STAL) acusou hoje o Governo de querer entregar serviços públicos essenciais, como a água e o tratamento de resíduos, "à gula" do "grande capital financeiro".

Falando à agência Lusa em Vieira do Minho, onde participou num plenário dos trabalhadores da empresa municipal local, o coordenador da direção regional do STAL de Braga, Manuel Mendes, afirmou ainda que o Governo quer a "destruição" de empresas municipais e assim "mandar para o desemprego" centenas de trabalhadores.

No dia em que o STAL promove plenários e manifestações por todo o país contra a nova Lei do Setor Empresarial Local, o dirigente salientou que a prestação de serviços essenciais deve ser "exclusivo" das autarquias.