Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Sporting enfrenta estrangulamento financeiro após negociações goradas com Banca

Lusa

  • 333

Lisboa, 09 abr (Lusa) -- O Sporting está numa situação de estrangulamento financeiro, na sequência das negociações goradas entre a administração da SAD e os responsáveis do Millenium/BCP e do Banco Espírito Santo (BES), revelou à agência Lusa fonte ligada à direção "leonina".

"A Banca credora 'puxou o tapete' a Bruno de Carvalho, ao bloquear verbas já acordadas para cumprir exigências imediatas de tesouraria, nomeadamente o pagamento de salários a funcionários e jogadores", disse esta fonte sportinguista, situando a rutura nas negociações entre as duas partes "na semana passada", a qual compromete a satisfação de compromissos prementes de tesouraria.

Com efeito, essas negociações, nas quais participaram Bruno de Carvalho e o responsável pela área financeira da SAD, Carlos Vieira, além de José Maria Ricciardi, pelo BES, e Miguel Maia, pelo BCP, não chegaram a bom termo, depois dos novos responsáveis do Sporting terem solicitado mais 25 milhões, além dos 45 que constavam do programa inicialmente negociado pelo anterior presidente, Godinho Lopes, para fazer face a compromissos até final da época.