Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Sociedade de Águas do Luso rejeita ideia de que está a desinvestir na região

Lusa

  • 333

Coimbra, 23 mar (Lusa) - A Central de Cervejas e Bebidas rejeitou hoje a ideia de que a Sociedade de Água do Luso (SAL) esteja a desinvestir naquela empresa do grupo, salientando que a deslocalização da unidade de produção estava prevista desde 2002.

No final de fevereiro, a SAL encerrou a unidade do Luso e deslocalizou a sua produção para a Vacariça, a 4,8 quilómetros de distância, através da construção de um pipeline, o que motivou hoje uma manifestação de cerca de uma centena e meia de trabalhadores e habitantes locais.

Segundo Nuno Pinto de Magalhães, diretor de comunicação e relações externas da Central de Cervejas, esta deslocalização estava prevista desde 2002, devido a queixas da própria população, incomodada com a atividade logística e fabril dentro da vila do Luso.