Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Sociedade britânica protetora de animais alia-se a campanha para fechar Canídromo de Macau

Lusa

  • 333

Macau, China, 02 fev (Lusa) - A mais antiga sociedade protetora de animais do mundo aliou-se à campanha internacional pelo encerramento do Canídromo de Macau, acusado de determinar a morte de galgos , que deixaram de ser competitivos nas corridas de cães.

Paul Littlefair, da "Royal Society for the Prevention of Cruelty to Animals" (RSPCA), do Reino Unido, esteve, esta semana, pela primeira vez no território, para se inteirar do caso. "O meu instinto será dizer que não há verdadeiramente outra opção que não a do encerramento" do espaço, afirmou.

A Anima - Sociedade Protetora dos Animais de Macau - lançou, em conjunto, com a GREY2K (EUA), a Animals Australia e a Animals Asia, uma campanha para acabar com as corridas de galgos, notificando mais de 165 organizações para se juntarem à causa.