Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Só Portas pode interpretar a sua ausência na posse dos novos ministros -- Passos Coelho

Lusa

  • 333

Lisboa, 13 abr (Lusa) - O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, afirmou hoje ter-lhe sido transmitido que Paulo Portas faltou à posse dos novos ministros porque estava "demasiado longe de Lisboa" e considerou que só o próprio pode interpretar essa ausência.

"Foi-me transmitido que o senhor doutor Paulo Portas se encontrava demasiado longe de Lisboa àquela hora e que não conseguiria estar na posse. Não quero fazer nenhuma interpretação. Qualquer interpretação só pode ser feita por ele", declarou Pedro Passos Coelho, em resposta aos jornalistas, no final de quase sete horas de reunião do Conselho Nacional do PSD, num hotel de Lisboa.

Em seguida, o primeiro-ministro defendeu que "todos os membros do Governo, quando se empossam ministros, desde que estejam cá e tenham essa possibilidade, devem estar presentes", depois de interrogado se gostaria que o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros tivesse estado hoje na posse dos dois novos ministros do Governo PSD/CDS-PP.