Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

SITAVA admite não assinar acordo com a SATA se não forem "clarificados" alguns pontos

Lusa

  • 333

Ponta Delgada, 06 jun (Lusa) - O dirigente do SITAVA nos Açores, Antero de Quental, admitiu hoje a hipótese de o sindicato "não assinar" o memorando com a SATA na próxima sexta-feira, em Lisboa, se não forem "clarificados" dois pontos considerados "essenciais".

A plataforma sindical, de que faz parte o Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e dos Aeroportos (SITAVA), e a administração da transportadora aérea açoriana chegaram há algumas semanas a um pré-acordo depois de greves em abril e maio, convocadas pela não aplicação na SATA do entendimento conseguido na TAP com vista a evitar os cortes salariais entre 3,5 e 10% previstos no Orçamento do Estado para 2013.

"Há um ponto ou outro em que nós e os trabalhadores temos dúvidas, um dos quais está relacionado com o pagamento do trabalho extraordinário e o outro com o intervalo de descanso em refeição", especificou Antero de Quental, em declarações à Lusa.