Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

SITAVA acusa British Airways de despedimento ilegal em Portugal

Lusa

  • 333

Lisboa, 15 mai (Lusa) - O Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (SITAVA) acusou hoje a British Airways de promover o despedimento ilícito de 14 trabalhadores, invocando uma alegada reestruturação para contratar um serviço mais barato.

Segundo o sindicato, a British Airways quer despedir 14 funcionários (invocando que são 18, quando na realidade três funcionários continuam na empresa, a trabalhar em Londres e um quarto se encontra a um ano da reforma), alegando que o recurso a um prestador de serviços externos para a realização da operação em Portugal, constituirá uma poupança anual de cerca de 800 mil euros.

A British Airways comunicou aos trabalhadores a despedir que vai contratar a Groundforce para fazer o serviço que estes fazem, o que o SITAVA considera ilegal já que a lei não permite despedir trabalhadores para os substituir por outros mais baratos, em regime de 'outsourcing' ou qualquer outro.