Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Síria: Portugal condena de forma "veemente" ataques com armas químicas

Lusa

  • 333

Lisboa, 27 ago (Lusa) -- O Governo português reiterou hoje a sua "veemente condenação" dos ataques com armas químicas na Síria, salientando que o uso desse tipo de armas é "inaceitável" e representa uma "grave violação" do direito internacional.

O Governo português "reitera a sua veemente condenação dos recentes ataques com armas químicas nos arredores de Damasco que causaram inúmeras vítimas civis, agravando seriamente a dramática situação humanitária da Síria", refere um comunicado do Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE).

A "utilização de armas químicas é inaceitável, representa uma grave violação do direito internacional e constitui um crime hediondo", acrescenta a mesma nota.