Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Síria: NATO defende "resposta firme" da comunidade internacional a ataques químicos

Lusa

  • 333

Bruxelas, 02 set (Lusa) - O secretário-geral da NATO defendeu hoje que a comunidade internacional deve dar uma "resposta firme" ao uso de armas químicas na Síria, mas descartou qualquer ação da organização que vá além da projeção de mísseis na Turquia.

"A minha opinião pessoal é que a comunidade internacional deve dar uma resposta firme, senão daremos uma reposta perigosa aos ditadores do mundo de que podem usar armas químicas", afirmou Anders Fogh Rasmussen.

O líder da Aliança Atlântica, que falava em Bruxelas, na habitual conferência de imprensa mensal, sublinhou que o uso de armas químicas está "banido do mundo civilizado" e "não pode ter lugar no século XXI" e que a comunidade internacional não pode apenas "ficar a ver".