Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Síria: MNE português diz que posição comum é difícil e duvida que UE apoie sanção militar

Lusa

  • 333

Vilnius, 06 set (Lusa) - O ministro dos Negócios Estrangeiros português disse hoje que será difícil a União Europeia chegar a uma posição comum sobre a resposta aos ataques químicos na Síria e não acredita que a organização apoie uma sanção militar.

Rui Machete falava à agência Lusa em Vilnius, capital da Lituânia, no final do primeiro dia da reunião informal de ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia, que terminou com mais de uma hora de atraso devido às intervenções dos ministros francês e alemão, que chegaram ao início da tarde diretamente da reunião do G20, em São Petersburgo, na Rússia.

O chefe da diplomacia portuguesa disse existirem divisões entre vários países europeus em relação à resposta a dar ao regime sírio, perante um caso "muito complexo" e que "muda a todas as horas".