Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Síria: Hollande preparado para intervir caso Damasco utilize armas químicas

Lusa

  • 333

Paris, 27 ago (Lusa) -- O Presidente francês, François Hollande, considerou hoje que a eventual utilização de armas químicas por Damasco será "causa legítima para uma intervenção direta" e assegurou que a França "reconhecerá, quando for formado, o governo provisório da nova Síria"

Numa referência à Síria e ao discursar na Conferência dos embaixadores que hoje decorreu no Eliseu, o chefe de Estado gaulês sustentou que a eventual utilização pelo regime do Presidente Bashar al-Assad de armas químicas no atual cenário de guerra seria "uma causa legítima de intervenção direta" da comunidade internacional.

"Digo-o com a solenidade que convém: permanecemos muito vigilantes com os nossos aliados para impedir a utilização de armas químicas pelo regime [sírio] e que será para a comunidade internacional uma causa legítima de intervenção direta", disse o chefe de Estado numa alocução perante cerca de 200 embaixadores franceses reunidos em Paris.