Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Síria: Equador opõe-se a ação unilateral dos EUA

Lusa

  • 333

Quito, Equador, 04 set (Lusa) - O Governo do Equador voltou na terça-feira a opor-se a uma eventual intervenção militar dos Estados Unidos na Síria, alertando para o "terrível precedente" que geraria uma ação unilateral sem a aprovação das Nações Unidas.

"Não aceitaremos nada que não esteja autorizado pela ONU e mesmo que haja autorização da ONU reservamo-nos o direito de questionar esta decisão", afirmou na terça-feira o Presidente do Equador, Rafael Correa, em conferência de imprensa.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, alertou na terça-feira para as consequências de um ataque de castigo contra o regime sírio por alegadamente ter utilizado armas químicas, mas também apelou para o Conselho de Segurança assumir a sua responsabilidade no conflito nesse país.