Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Singapura abriu um dos maiores bancos privados de cordão umbilical da Ásia

Lusa

  • 333

Banguecoque, 19 abr (Lusa) - Singapura abriu um dos maiores bancos privados de cordão umbilical da Ásia, com capacidade para albergar 650.000 amostras, as quais podem ser usadas para o tratamento de doenças congénitas, informou hoje a imprensa local.

O centro do Cordlife Group, que ocupa uma superfície total de 7.000 metros quadrados, conserva amostras do cordão umbilical, de modo a que as células estaminais possam ser usadas ao serviço da eventual cura de doenças como cancro ou Alzheimer.

"A nossa missão primordial é oferecer um serviço aos pais que queiram uma proteção para os seus filhos, por via do armazenamento de amostras do cordão umbilical", disse o presidente do Cordlife, Ho Choon Hou.